Empresa americana utiliza inteligência artificial em monitoramento para combater criminalidade

A iCetana permite monitorar e sinalizar qualquer comportamento ou movimento suspeito fora daquilo que é considerado o padrão, mesmo em meio a uma multidão

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Novembro de 2017 Edição do Mês

Da Redação


 

A empresa americana iCetana está utilizando a inteligência artificial para o videomonitoramento, permitindo monitorar e sinalizar qualquer comportamento ou movimento suspeito fora daquilo que é considerado o padrão, mesmo em meio a uma multidão.

O software identifica esses movimentos e envia notificações para agentes de segurança analisarem a ocorrência e agirem caso ela represente uma ameaça real, possibilitando que um crime ou ataque seja prevenido antes que ele aconteça. Segundo a empresa, a solução possui um algoritmo com deep learning sem qualquer programação prévia. Sua utilização é possível por meio do aplicativo LiveWall, de um VMS ou de dispositivos móveis.

Com isso, o objetivo é que os custos com o monitoramento sejam diminuídos, com diminuição no número de agentes de fiscalização, e com maior eficiência, já que a tecnologia pode apresentar menos falhas que os seres humanos e pode analisar quantidades maiores de vídeo de maneira mais rápida.

“Para um investimento entre 10 e 15% de todos os nossos custos com infraestrutura, nós alcançamos um aumento de 100% na eficiência do nosso sistema. Isso aconteceu por conta da alta quantidade de eventos incomuns que são analisados em tempo real. Não se pode ignorar melhorias na eficiência como essas”, disse um dos clientes da empresa.

Segundo a empresa, a tecnologia pode ser aplicada a diversos segmentos como universidades, transportes, smart cities, espaços públicos, shoppings e outros tipos de serviços e já possui clientes no Oriente Médio, Europa, Américas, Sudeste Asiático e Australia.

Notícias Relacionadas