Segurança do Festival de Parintins contará com reforço de câmeras, drones e 700 agentes

Pontos estratégicos serão monitorados por Centros de Comando e Controle de Manaus e na ilha Tupinambarana

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Outubro de 2017 Edição do Mês

Da Redação


 

Neste final de semana, a cidade de Parintins receberá o seu Festival Folclórico, um dos mais tradicionais eventos do norte brasileiro. Chegando a sua 52ª edição, o encontro reúne milhares de pessoas e diversas associações folclóricas da região durante três noites de apresentação que têm como ápice a disputa entre os dois bois folclóricos, o Boi Caprichoso de cor azul e o Boi Garantido de cor vermelha.

As ações para garantir a segurança do público começaram já nesta segunda-feira (26), com a participação de cerca de 700 pessoas, entre servidores, policiais civis e militares e bombeiros. Pontos estratégicos serão monitorados por Centros Integrados de Comando e Controle (CICC) instalados em Manaus e na ilha Tupinambarana, onde também serão utilizados drones para ações de monitoramento de multidões.

O festival terá lugar no Centro Cultural e Esportivo Amazonino Mendes, o Bumbódromo, um típico estádio com formato de uma cabeça de boi estilizada e capacidade para 35 mil espectadores.

“Em Parintins, vamos montar um sistema idêntico ao que está operando em Manaus, com 14 câmeras que serão posicionadas nos locais de interesse em Parintins. Tudo isso estará operando junto com o centro estadual Amazonas. A partir das imagens que serão transmitidas pelos drones, também veremos qualquer ponto com transmissão das imagens em tempo real”, informou o secretário-executivo da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, Dan Câmara.

Efetivo policial

Para o evento, ficarão disponíveis 52 militares da Polícia Civil do Amazonas, mas ações de combate a crimes na cidade já começaram. “Estamos trabalhando desde o começo de maio com um levantamento especial sobre drogas, homicídios, outros delitos e operações pontuais. É por isso que estamos fazendo um trabalho lento de investigação e inteligência, para que Parintins não seja um ponto de refúgio de maus indivíduos”, disse o delegado Mariolino Brito, do Departamento de Policiamento do Interior.

O efetivo da Polícia Militar em Parintins será de 500 pessoas. O coronel Franclides Ribeiro, comandante da operação integrada, disse que a partir desta segunda-feira será feita a operação Encontro das Águas, que inclui a fiscalização de embarcações a partir do Porto de Manaus. Os militares também farão uma ação especial na quinta-feira (29), na Festa dos Visitantes, que deve reunir cerca de 20 mil pessoas, e durante os três dias de evento.

“Daremos ênfase ao policiamento a pé, ao de proximidade, de boa vizinhança, que dá certo no contato com os turistas. Nessa semana encerramos a capacitação dos militares, principalmente nas relações humanas, na interação com a população e o turista”, destacou.

O foco do trabalho do Corpo de Bombeiros, por sua vez, será a prevenção. Também haverá vistorias nos currais dos bois Caprichoso e Garantido. Serão 115 homens atuando na cidade e 26 viaturas de apoio.

“Vamos trabalhar dentro do evento e na parte externa, dando auxílio ao município. Também estaremos na orla marítima com nosso pessoal de salvamento aquático, com os mergulhadores de plantão. Estaremos trabalhando na parte de prevenção e combate a incêndio, e também nos resgates dentro e fora do festival”, informou o comandante Geral da corporação, Fernando Pires Júnior.

A operação Parintins 2017 vai até 3 de julho, dia da apuração do resultado do vencedor do festival folclórico. A expectativa dos órgãos de segurança é que a cidade receba 100 mil visitantes durante o evento.

Notícias Relacionadas